Mecanismo da Asma





Tanto a asma quanto a rinite alérgica caracterizam-se por respostas imediata e tardia semelhantes. As respostas também estão compostas pelos mesmos processos imunológicos, os quais podem ser descritos em três fases:

Fase 1: Sensibilização
É a primeira fase da resposta alérgica. A exposição inicial ao alérgeno desencadeia a produção de anticorpos da classe IgE (imunoglobulina E) específicos ao alérgeno.
Fase 2: Reação da fase imediata
Ocorre nos minutos seguintes à exposição dos anticorpos IgE ao alérgeno. As moléculas de IgE unem-se ao alérgeno e é produzida a degranulação dos mastócitos e a liberação de mediadores pré-formados, tais como a histamina, e de mediadores recém sintetizados, tais como os leucotrienos cisteínicos. Isso causa uma reação aguda que produz coceiras, espirros, secreção nasal aquosa e transparente.

Fase 3: Reação de fase tardia
Ocorre nas horas seguintes à exposição e reflete a influência das células inflamatórias. Ao serem ativadas elas liberam mediadores, tais como os leucotrienos cisteínicos, que recrutam mais células inflamatórias (eosinófilos, por exemplo) e podem aumentar a reação inflamatória que, com o tempo, pode prejudicar os tecidos da via respiratória. O sintoma mais importante é a obstrução nasal; outros incluem rinorréia e espirros.
Mecanismo da Asma Mecanismo da Asma Editado por Dani Souto on 12:04 Nota: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.