Previna a Asna no inverno





Com as baixas temperaturas e o tempo mais seco, as crises de asma se acentuam. Quem mais sofre com a doença, que incha as vias respiratórias e causa dificuldade para respirar, são as crianças e os adolescentes. Por isso, nessa época do ano os cuidados com a saúde e a higiene da casa devem ser redobrados.

A Organização Mundial de Saúde avalia que entre 100 a 150 milhões de pessoas no mundo têm asma e este número está aumentando. E, de acordo com o médico pneumologista chefe da Unidade de Emergência Pediátrica da UFRJ, Evandro Prado, 15% da população brasileira sofre dessa enfermidade. Segundo ele, trata-se de uma doença crônica inflamatória do pulmão, que causa episódios recorrentes de tosse, chiado e aperto no peito.

Ainda de acordo com o médico, a incidência da doença neste período é maior porque, além do frio e do ar seco, as pessoas costumam ficar mais em casa e tirar do armário casacos, cobertores e outros utensílios domésticos que acumulam poeira e ácaros, fatores que provocam a irritabilidade nos pulmões sensíveis.

“Os asmáticos têm muita rinite alérgica (inflamação crônica da mucosa nasal). As crises podem ser causadas tanto por vírus como por bactérias. Por esse motivo, as crianças sofrem mais, pois o organismo delas ainda não criou resistência contra esses agentes externos”, explica.

Quando a prevenção da asma é feita, os efeitos são menores

Para evitar crises, as pessoas devem arejar bem a casa, evitar cheiros fortes de produtos químicos, acúmulo de objetos, tapetes, carpetes, bichos de pelúcia, fumaça de cigarro e forrar as camas com material antialérgico. “O problema é que, na maioria das vezes, as pessoas só se lembram da asma na crise e se esquecem de tomar as medidas corretas para a prevenção da doença”, conta o médico.

O pneumologista diz que as pessoas que sofrem dos sintomas de asma devem procurar orientação médica. Ele afirma que com a medicação correta a incidência dos casos diminui. Quem tem a doença precisa também ter sempre à mão uma bombinha para asma, que contém o remédio broncodilatador, que alivia os sintomas.

“É importante educar a criança a tomar corretamente os medicamentos, cuidar bem da higiene da casa e tomar a vacinação preventiva”, alerta Prado.

Como reconhecer a asma em crianças pequenas

Os pais podem reconhecer que seus filhos sofrem de asma quando a criança resfria facilmente, apresenta rinite alérgica ou tem a pele seca e áspera. Segundo especialistas, é importante também avaliar o histórico da família.

A jornalista Barbara Bezerra Montavani é a mãe do Bruno, de oito anos. Ela conta que descobriu que o filho sofria de asma quando ele tinha dois anos. “Foi muito difícil. Parecia um resfriado que não acabava nunca. Até que o levamos a um médico pneumologista e descobrimos”, conta. “No verão, ele também apresenta crises de asma, mas, com certeza, no inverno as ocorrências são mais frequentes”, diz ela.

Em casa, além de manter o tratamento para controle da doença, Barbara evita o acúmulo de poeira, cheiros fortes de produtos de limpeza e busca ter sempre à mão o contato de um médico que possa atender em uma emergência. Outra dica importante dada pela mãe do Bruno é deixar sob aviso a escola onde o filho estuda.

Especialistas recomendam ainda que o tratamento seja entendido como uma parceria entre o médico, o paciente e seus familiares. Cabe ao médico orientar o asmático e sua família a evitar fatores agravantes no ambiente domiciliar. É importante também que a família entenda os diferentes tipos de tratamentos contra o processo de inflamação e broncoconstrição (estreitamento do brônquio). No primeiro, por exemplo, são usados os antiinflamatórios, que servem para o controle da doença. Já no segundo, é usado o broncodilatador, que alivia de imediato os sintomas da asma, como a falta de ar e tosse.
Previna a Asna no inverno Previna a Asna no inverno Editado por saude.chakalat.net on 13:24 Nota: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.