Lei antifumo reduz internações de crianças com asma na Inglaterra






A introdução de leis que baniram o fumo em locais fechados pode levar a quedas rápidas e significativas no número de crianças hospitalizadas por causa de ataques de asma, segundo um estudo publicado na Inglaterra nesta segunda (21).

Pesquisadores do Imperial College London mostraram que houve uma queda de 12,3% nas internações por asma infantil no primeiro ano após a entrada em vigor das leis antifumo, o que aconteceu por lá em julho de 2007.

Leis antifumo similares foram aplicadas em vários outros países, inclusive em alguns Estados do Brasil, como São Paulo, onde a regra passou a valer em 2009.

Nos EUA, leis antifumo também já foram ligadas a uma redução dos atendimentos por asma.

"Esse achado deve encorajar países onde o fumo ainda é permitido a introduzir esse tipo de legislação", afirmou Christopher Millett, que liderou o estudo inglês.

A asma afeta mais de 300 milhões de pessoas no mundo e é uma das doenças crônicas infantis mais comuns.

Antes da lei antifumo na Inglaterra, as internações por asma infantil estavam aumentando 2,2% ao ano. O pico foi em 2006/2007, com 26.969 casos.

A tendência se reverteu imediatamente após a lei entrar em vigor. A redução foi similar em bairros ricos e pobres e em áreas rurais e urbanas.

O efeito foi equivalente a 6.802 internações a menos nos primeiros três anos após a introdução da lei, segundo os pesquisadores escreveram na revista "Pediatrics".

Um estudo publicado em 2009 já havia constatado uma redução do número de infartos na Inglaterra após a lei.

DA REUTERS
Lei antifumo reduz internações de crianças com asma na Inglaterra Lei antifumo reduz internações de crianças com asma na Inglaterra Editado por saude.chakalat.net on 09:50 Nota: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.