quinta-feira, 4 de abril de 2013

Poluição do tráfego provoca asma na infância tanto quanto tabagismo passivo


>






Poluição causada pelo tráfego provoca asma na infância tanto quanto o tabagismo passivo, de acordo com pesquisa do Swiss Tropical and Public Health Institute.

O estudo, realizado em 10 cidades europeias, descobriu que 14% da asma infantil crônica são decorrentes da poluição perto de estradas movimentadas.

Os resultados são comparáveis aos encargos associados ao tabagismo passivo: a Organização Mundial de Saúde estima que entre 4% e 18% dos casos de asma em crianças estão ligadas à fumaça do cigarro.

Até agora, a poluição do tráfego foi relacionada apenas ao desencadeamento de sintomas de asma e não como causadora da asma crônica.

Os pesquisadores usaram um método conhecido como frações atribuíveis à população para avaliar o impacto da poluição do tráfego perto de estradas. Esta técnica calcula a redução proporcional de doença ou morte que seria produzida se a exposição a um fator de risco fosse diminuído para um nível inferior.

A pesquisa usou dados de estudos epidemiológicos existentes, que descobriram que as crianças expostas a níveis mais elevados de poluição perto de estradas também tiveram maiores taxas de asma, mesmo tendo em conta uma série de outros fatores relevantes, tais como o fumo passivo ou fatores socioeconômicos.

Os pesquisadores tiveram como objetivo levar estes resultados ainda mais à frente e estimar quantos casos de asma poderiam ser evitados se a exposição fosse removida.

Os resultados revelaram que 14% dos casos de asma nas 10 cidades poderiam ser atribuídos à poluição do tráfego perto de estradas. "Dados anteriores mostraram que a poluição do ar desencadeia os sintomas da asma, mas esta é a primeira vez que estimamos a porcentagem de casos que poderia não ter ocorrido se os europeus não tivessem sido expostos à poluição do tráfego rodoviário. À luz de todos os estudos epidemiológicos existentes que mostram que o tráfego rodoviário contribui para o aparecimento da doença em crianças, devemos considerar estes resultados para melhorar a formulação de políticas e planejamento urbano", afirma a autora da pesquisa Laura Perez.

A pesquisa foi descrita no European Respiratory Journal.

Receba informações sobre Sua Saúde no Email

Comente:

Nenhum comentário:

Comment

facebook

Outros Posts Sobre Saúde


Receba no seu Email:

Dúvidas? Entre em contato!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Todos os posts deste blog