O que conversar com o médico sobre a Asma?






A asma é um processo inflamatório crônico que, em certas situações, aumenta a ponto de provocar sintomas que prejudicam as atividades do dia a dia daquele que convive com ela. Por ser uma manifestação na maioria das vezes alérgica, ela deve ser encarada como tal e cuidados precisam ser tomados para que o número de crises se reduza ao máximo.

Muitos estudos mostram que 50% a 80% das crianças asmáticas desenvolvem os primeiros sintomas antes do quinto ano de vida. Como o diagnóstico pode ser difícil nessa faixa de idade, é muito importante que se observe atentamente nas crianças se elas costumam se cansar com facilidade ou mesmo terem falta de ar, tosse ou algum chiado no peito com certa freqüência, inclusive após atividades físicas. Outro ponto importante que deve ser informado ao médico é se a respiração fica um pouco mais difícil ao se entrar em ambientes cheios de mofo ou poeira, brincar com animais, sentir o cheiro de cigarro ou perfumes ou após resfriados ou alterações emocionais como riso ou choro. Tudo isso ainda é mais marcante caso você já tenha familiares com asma ou outras doenças alérgicas.

Conversando com seu médico

Ninguém melhor para uma conversa sobre quaisquer desses sintomas do que seu médico. Nunca se deixe influenciar por opiniões não especializadas ou mesmo daquele amigo ou familiar que esteja utilizando algum medicamento para alergia ou aquela “bombinha” para asma. O tratamento da asma é individualizado, por seu médico, especialmente para os seus sintomas e o seu estilo de vida. Lembre-se que a principal meta do tratamento da asma é a obtenção e manutenção do controle das crises. Todos aqueles com asma e seus familiares devem ser orientados sobre como eliminar ou controlar fatores desencadeantes de crises, especialmente aqueles em sua casa e ambiente de trabalho ou estudo. Converse com seu médico para entender bem a importância do uso de diferentes tipos de medicamentos, incluindo o momento correto de utilizar medicações inalatórias (as "bombinhas"), em comprimidos ou até mesmo injetáveis, reservadas para casos bem mais graves.

Redobre sua atenção

Segundo a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, a adesão ao tratamento é essencial para um resultado positivo do controle da asma. Isto quer dizer que, se o asmático não seguir à risca tudo o que seu médico prescrever, fica muito difícil conseguir mantê-lo longe das complicações e com uma boa qualidade de vida. Sabemos que usar qualquer medicamento por muito tempo nem sempre é fácil. As estatísticas mostram que cerca de metade dos pacientes não obedecem corretamente ao tratamento, até mesmo quando a medicação é gratuitamente fornecida pelo Governo. Portanto, fique atento às orientações abaixo e converse com seu médico se tiver dificuldades em segui-las:

- Jamais interrompa o uso de suas medicações, sem conversar com o seu médico, mesmo na ausência de sintomas.

- Sempre esclareça suas dúvidas quanto ao uso correto dos medicamentos inalatórios.

- Procure esclarecer com seu médico os possíveis efeitos colaterais dos medicamentos, não permitindo que eles impeçam a continuação do tratamento.

- Observe qualquer piora dos sintomas, mesmo ao obedecer corretamente o tratamento.
O que conversar com o médico sobre a Asma? O que conversar com o médico sobre a Asma? Editado por saude.chakalat.net on 07:53 Nota: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.